terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Amante interesseira

Dois meses após eu começar a raparigar, ja estava meio que me acostumando com aquela bucetinha, e pensei comigo mesmo "porque só uma amante?" ai passei a ficar de olho em uma nova oportunidade.




Havia uma moreninha, que trabalhou na loja, mas que tinha saído, eu sempre achei ela gostosinha, tinha um corpinho lindo, um rabão de primeira, apesar dela ter saído da loja, tínhamos relativo contato com ela. Um dia a recontratamos, e não perdi tempo, sai da carro com ela para ir não lembro aonde, e dessa vez, fui mais direto, falei que estava a fim dela, ela riu, achando que era brincadeira, pois naquele tempo, eu ainda era bem discreto, disse a ela que não, que estava falando serio, ela disse "não sei se tenho coragem" ai usei minha principal cantada, "eu pago bem" ela disse  'Bem quanto?" disse,que depois,quando saíssemos acertávamos.

Na mesma semana, ela estudava a noite,  liguei para ela, e fui a buscar na escola, ela entrou no carro e saímos para o motel, e cara, foi... foi... a mior decepção que tive, ela quase que literalmente só tirou a roupa e abriu as pernas, e disse, vem logo qe tenho que voltar pra escola.
Ahh tudo bem, fui la, comi, mas nem de longe era o que eu esperava, terminamos o serviço, paguei pelo trabalho e fui levar ela na escola.

Me deu vontade de ir no procon, tanto pela forma fria como ela me deu, como em relação aos peitos  dela, cara, ela havia a pouco tempo deixado de amamentar a filha dela, e os seios dela estavam literalmentes, iguais a um balão murcho.

eu jurava que as teta dela era assim

Minha sorte foi que dei mais uma chance pra ela, com o tempo, fomos nos acertando, até chegar ao ponto de termos trepadas fodas.
Por enquanto estou contando como sai com as amantes "fixas" vou ter historias mais detalhadas das trepadas com as piranha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

posta ae