terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Bonitinha mas ordinaria e o record supremo de punhetas



Anos 80, até inicio dos anos 90, pornografia não é como hoje, que qualquer um, a hora que quiser pode ter acesso a todo tipo de perversão sexual, nos anos 80 a coisa era bem diferente, tinha que ser revista porno e com muita sorte ver um filme porno numa boa e velha fita VHS.


Revista porno, só quando algum amigo da rua mais velho, tinha a boa vontade de nos emprestar, o foda era que era garantido, que a revista quando chegava em nossas mãos, ja estava toda colada, mas quem, não tem cão, caça com gato.

Muito se fala sobre as madrugadas de sabado na band, com o famoso Cine Prive, aonde vemos os caras penetrando as barrigas das gatas, mas muito antes disso, tinhamos algo infinitamente melhor, tinhamos o cinema nacional da boa Rede Manchete, passava todo sabado, a partir da meia noite (teoricamente falando, não era no sabado, era no domingo) lá, vi grandes obras, como Os 7 gatinhos, espelho de carne, o bem dotado de itu (não era filme gay não viu) e o melhor de todos, todos, todos, BONITINHA MAS ORDINARIA.

Nesse filme, a teteia da Lucelia Santos, no auge de sua gostosura, era mostrado varias vezes (parecia anime do naruto, com tantos flashback) a cena em que ela era estuprada por um grupo de negões   Afro brasileiros.


 sem contar que tinhamos tambem Vera Fisher, trepando em um cemiterio, no meio do mato (tendo que fugir de um velho doido punheteiro) e Claudia Ohana e outras gatinhas,



 que foram vitimas de estupro coletivo em uma festa de barões, aonde todos os convidados, se deliciaram com a cena.

Se voce me perguntar, qual a trama do filme ?? não tenho a minima ideia, na epoca, a sala da tv, era do lado do quarto de meus pais, a casa não era forrada, eu tinha que deixar a tv quase que na sua totalidade sem som e bem escuro, para que meus pais nao notassem que liguei a tv, só que o pude percerber, é que a personagem da Lucelia Santos, sempre demontrou ser uma menina pura, quase santa, mas no final descobrimos que ela era uma verdadeira mãe de leitores mdm, e que o estupro na verdade não foi estupro, ahh e ela deu uma de jessica jones, deu o cuzinho para os caras. Excelente filme.

O que posso dizer é que, durante esse filme, bati meu recorde de punhetas, foram cinco seguidas,em uma epoca que nem porra sai,  mas anos depois quebrei esse recorde, não com punhetas, mas com penetraçoes em uma gata, mas isso fica para uma outra historia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

posta ae