quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Pra que ir atras, se as gatas podem trazer para mim

Eu ja tinha um bom numero de gatas disponíveis, na hora que eu quisesse, era só pegar a agenda, ligar, marcar o horário, que qualquer uma delas iria, mas o desejo de ter mais e mais era grande. Não era difícil de se conseguir uma nova, mas não era tããão simples assim, por exemplo, boa parte delas, eram funcionarias, ou ex-funcionárias, como todas sabiam que eu era raparigueiro, e que pagava bem, facilmente eu notava quando alguma delas estava afim, mas eu queria mais e de forma mais rápida.


Foi então que, um dia, tive uma ideia

estava no motel com uma delas, e do nada me veio esse pensamento
- Ei gata, voce tem alguma amiga que topa esquema ?
- Umm, tenho sim, se quiser falo com ela

Daí pra diante, foi uma nova realidade, foi um efeito dominó, uma me indicava uma gostosa, quando saia com essa gostosa, perguntava se ela tinha alguma amiga que topava, e isso virara uma bola de neve, literalmente sem fim, boa parte de meus ménages a trois, foram dessa forma.


Ao longo dos 5 anos de raparigagem, tive em media,  20 amantes fixas, ou seja, aquelas que eu saia direto, tinha mais intimidade, batia papo pela internet, telefonemas e etc
e tive mais de uma centena, de gatas, que me arrumavam, que eu saia uma, duas, três  vezes no máximo. O limite era o quanto eu podia gastar, enquanto a grana rolava solto, mulheres tinha de sobra.

O bom de sair com elas, é que, não havia a pressão de querer agradar, ter medo de fazer uma posição que elas não gostassem, mas não confundam, eu as usava, mas respeitava o limite delas, não me importava se elas gostassem ou não disso ou daquilo, mas se elas falassem que não faziam isso, ou que não gostavam,  eu respeitava, afinal, puta também é gente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

posta ae