segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Masturbação ? casei, não preciso mais disso.

É comum, vermos em besteirois americano, jovens reclamando que ainda são virgens, e que não aguentam mais viver na punheta, que não veem a hora de ter uma pepeca pra chamar de sua. Na vida real, isso se repete incontaveis vezes, até que chega o momento em que o cara descola uma namorada, o tempo passa, ele se casa, mas e como fica a punheta ?

Maldito aquele que abandona aquela que o aqueceu durante os longos anos da virgindade, não importa quantas mulheres voce tenha, jamais deixe de lado a punheta, foi ela que cuidou de voce, quando nenhuma mulher o queria.

Voce pode inovar na punheta, troque de mão, ou use algum objeto para tal, deixe de lado todo preconceito e não tenha medo de inovar.

Eu tinha uns 16 anos, meu irmao foi morar fora e agora eu tinha o quarto só para mim, as noites eram regadas a muita orgia punhetal, mas um dia. estava meio frustrado com tanta punheta, mas fazer o que? não tinha nenhuma buceta disponivel, olhei para meu colchão de espuma, o colchão olhou pra mim. fui na cozinha, peguei uma faca, e fiz um buraco, peguei uma sacola plastica, introduzi no buraco, peguei manteiga, lubrifiqueia  sacola, cuspi um pouco, e meti bala, caras, acredite, melhor que a punheta tradicional. Comi o colchão varias e varias vezes.
Lembrem-se, punheta é liberdade, e jogo é jogo, treino é treino.

P.S. Não tem imagem porque este site é heterossexual machista, não vou por homem punhetando, mas vou por umas gatinhas batendo umas, divitam-se






E lembrem-se, não façam como eu ja fiz, nunca batam punheta enquanto dirijam





Nenhum comentário:

Postar um comentário

posta ae